Notícias

Postado em 05 de Agosto de 2015 às 10h43

Palestra que tratará sobre relações trabalhistas acontece nesta quinta

     Orientações quanto ao contrato de trabalho, cuidados quanto à admissão e demissão, remuneração, equiparação salarial, diárias e estabilidade serão enfoques de palestra organizada pelo Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Chapecó (Simec). Programada para esta quinta-feira, dia 6 de agosto, às 18h45, ocorrerá no auditório da entidade.
     A palestra “Legislação trabalhista - Dicas práticas e atualizadas” será conduzida pelos advogados Daiana Capeleto e Douglas Bortolotto Perondi, da Bortolotto & Advogados Associados, assessoria jurídica do Simec. Constará, também, de orientações sobre jorna-da de trabalho, afastamentos, atestados médicos e novas regras do seguro desemprego.
     Com inscrições gratuitas para associados, outros interessados em participar terão in-vestimento de R$ 50,00. Informações complementares podem ser obtidas pelo telefone (49)3323-3102 ou pelo e-mail simec@simeconline.org.br. O Simec lembra que as vagas são limitadas e podem se inscrever até duas pessoas por empresa.
     Experiência
     Daiana Capeleto é especialista em Direito do Trabalho e Processual do Trabalho pela Universidade Anhanguera (Uniderp), membro da 3ª Turma do Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Santa Catarina (triênio 2013/2015) e sócia do escritório Bortolotto & Advogados Associados, onde exerce a advocacia desde 2008.
     Douglas Bortolotto Perondi é especialista em Direito do Trabalho e Processual do Tra-balho pela Faculdade de Direito Professor Damásio de Jesus (FDDJ) e sócio do escritó-rio Bortolotto & Advogados Associados, exercendo a advocacia desde 2012.

EXTRA COMUNICA - Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira-Jornalista/MTE4296RS - 4/08/15

Veja também

Simec reclama da demora para recadastrar empresas no BNDES13/10/16 Existe, atualmente, uma demora significativa para o recadastramento de empresas no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e isso afeta o proces-so de produção e comercialização. Isso é o que reclamam empresas do setor eletrome-talmecânico da região Oeste, conforme indicação feita ao Sindicato das Indústrias......

Voltar para Notícias